quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

2011!


2011
quero um 2011 de alegrias
um feliz 2011 repleto de amores
um 2011 repleto de amizades
um 2011 repleto de magia
um 2011 repleto de paz
quero um 2011 especial
esse ano sera especial
2011 sera o ano de marcos históricos
2011 sera um grande ano
um ano onde todos realizaram seus sonhos
2011 vai ser o ano da virada pra mta gente
2011 infelizmente pode ser o ano ruim pra uns
2011 tambem vai ser um ano excelente pra outros
enfim 2011 sera um ano especial
2011 vai ser um ano cheio de vitorias
um ano sem gurreas
um ano sem preconceito
um ano sem racismo
um ano de PAZ

terça-feira, 7 de dezembro de 2010

Embriagada por você.


Fecho os olhos e me imagino em seus braços.
Meu corpo junto ao seu, vibra intensamente,
ao toque sutil das suas mãos.
Vejo a sua boca, a minha procurar
e não a deixo esperar.
Selo, com um beijo molhado,
esta busca gostosa, que me faz delirar.
Quero você junto a mim.
Sentir o seu cheiro e ver seu corpo inteiro
o meu também querer.
Meu peito colado ao seu,
sente o seu coração acelerado
que aumenta a cada carinho recebido,
pois minhas mãos, não consigo mais controlar.
Tudo é tão gostoso.
Até o toque de nossas bocas 
em simples beijos, me faz arrepiar,
despertando ainda mais minha louca vontade
de poder te amar.
Em seu rosto, vejo a expressão do desejo.
Sinto suas mãos em meu corpo deslizar.
Todo o meu ser se estremece,
e deixa brotar ainda mais esta ânsia
de lhe pertencer.
Te desejo como nunca.
Queria seu corpo agora, para cobrí-lo de beijos.
Preciso de você, como jamais precisei de alguém.
Não sei mais viver sem o calor do seu corpo,
sem o toque das suas mãos e da sua boca, 
que me diz coisas lindas
e a cada beijo, me enlouquece.
É Amor? ... É Paixão? ... É Desejo?
É tudo ...
Estou completamente embriagada por você.
Quero perder a razão
e só retornar a realidade quando, juntos,
explodirmos de prazer, Eu e Você.


Fazer Amor !!!




AS PERNAS TREMEM DEPOIS DOS MUITOS GOZOS...
A PELE ARREPIADA...
DESCE MELADO PELA VULVA
O MEL DO PRAZER, QUE TIVE, COM VOCÊ...

AH, QUEM DERA ESSES MOMENTOS FOSSEM INFINITOS!
DAS DESCARGAS ELÉTRICAS NO MEU CLITÓRIS,
DO PULSAR DA MINHA VULVA
ENTRADA TUA...
SEMPRE FICO ASSIM,
QUANDO ESTÁ PERTO DE MIM...

NAS CONTRAÇÕES DA VAGINA
QUANDO TEU MEMBRO A PENETRA...
EU FICO TE PRENDENDO
PARA QUE SINTA POR INTEIRO
A EXTENSÃO DO DUTO
QUE TE QUER ATOLADO,
E NESSAS CONTRAÇÕES, EU TE FAÇO MEU MACHO...

TROCAMOS DE POSIÇÕES MUITAS VEZES
ACROBÁTICAS, ATÉ...
MAS NA BUSCA DO PRAZER CONTÍNUO
NADA MELHOR QUE SER A TUA FÊMEA
DA MANEIRA QUE VOCÊ QUISER...
FAÇO DE VOCÊ, MEU MACHO DOMINANTE
O MELHOR QUE JÁ TIVE, DOS AMANTES...

E QUANDO GOZO NA TUA BOCA
RECOLHE MEU MEL, E DIZ SER DELICIOSO!
FICO AINDA MAIS EXCITADA,
COM A GULA DA PESSOA AMADA...

QUANDO PASSA A BARBA POR FAZER,
NOS BICOS DOS MEUS SEIOS,
DELIRO!
ESTÍMULO GOSTOSO
DOS SEIOS FARTOS QUE TE OFEREÇO,
PARA SEREM SUGADOS COM VOLÚPIA
AFINAL, SÃO A MINHA MARCA:
DA FÊMEA, QUE USA DECOTES GENEROSOS
PARA DESPERTAR A LIBIDO
DO SEU HOMEM MAIS QUERIDO...

NÃO ESQUECENDO DE MENCIONAR AS PALAVRAS...
AH, ESSAS MOVEM MEUS SENTIDOS...
FAÇO EM UM SEGUNDO VIR O GOZO
SE ME CHAMA DO QUE QUERO...
E VOCÊ DIZ! SABE BEM QUAIS SÃO:
AS PALAVRAS DO MEU ÊXTASE,
AQUELAS, QUE NO ORGASMO DESENCADEIA
QUE FAZ CORRER ADRENALINA PELAS VEIAS...

NO ÁPICE DO MEU PRAZER, VEJO ENTÃO
QUE LOGO APÓS, VEM O TEU... ME
VEJO ENTÃO
QUE LOGO APÓS, VEM O TEU, MEU TESÃO...
E SENDO ASSIM ME DEIXA GOZAR MUITAS VEZES,
PARA DEPOIS SE PERMITIR O GOZO
PRECIOSO...
LEITE BRANCO, QUE É O BERÇO DA VIDA
QUENTE, ARDENTE...
NA MINHA VULVA FOGOSA
DA MULHER QUE TE QUER A TODA PROVA...

NOSSA FORMA DE AMAR É EXTENSA...
E NÃO SE LIMITA APENAS A UMA CAMA...
EM TODO LUGAR NOS AMAMOS
DESDE QUE OS SENTIDOS ESTEJAM AGUÇADOS,
PELA LIBIDO, LIBERADOS...

SINTO PRAZER, SÓ DE OLHAR VOCÊ!
E PUXO TEUS CABELOS NA HORA MAIS PRÓXIMA,
DO ORGASMO, QUE DE MIM, SE APOSSA...
TE MORDO ATÉ A FACE
ARRANHO TUAS COSTAS
DEIXANDO A MARCA DE MINHAS UNHAS
SELVAGEM QUE SOU
QUANDO O ASSUNTO É:
FAZER AMOR!!!

quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

Moleca!


Num único instante quero  você,
Moleca,  sorrindo, despida.
Quero você  para amar,
abraçar, beijar, sofregar.

Não tenho medo que esse amor
Me leve a extrema  loucura.
Prefiro ser um louco que ama,
Há nunca, jamais  amar.

Quero você sim,  confesso.
Não num único instante,
Mas  numa vida inteira.
Para que eu a ame  todos os dias.

Para que possa  sentir seu corpo  nu,
Tocando o meu, pra  ter  o seu cheiro
Impregnado,  impregnado no corpo meu.
Para te fazer mulher.

E nesses  meios anseios,
Ser fruto do pecado,
E amar-te.
De lado,  de frente, por trás...

Queira-me
Queira-me, como um fruto proibido.
Provoque-me, como objeto do seu desejo.


Busque meu corpo,
Encontre meus beijos.
Sinta meu cheiro.


Excite-se, percorra meu corpo.
Sinta meu gosto.
E quando enfim, for impossível
Suportar tanto tesão.
Clame por mim...

Quero saciar a minha sede de te amar

Brincar no teu corpo e descobrir seu prazer


Sentir seu gosto o doce aveluado de sua pele


Ver sua respiração mudando instante por instante



Tocar seu corpo e senti-la se contorcer


Buscar a cada instante a sua boca


E com beijos ardentes ouvi-la sussurrar


Pedindo para ser amada



Sem me fazer de rogado, ou ao menos precipitar-me

Manter meu castigo de lentamente buscar o seu prazer

E enfim, faze-la explodir, no mais profundo orgasmo


Simplesmente porque quero sentir o seu sabor

Não tera hoje fuga !







Hoje não terás fuga,
Por minha extase,
Sem  qualquer piedade,
Buscarei teu corpo.

Com a segurança  de minhas forças,
Enroscarei meus braços em ti,
E num   abraço apertado por  trás,
Trarei-te  de  encontro ao meu corpo.

Meus beijos percorrerão sua nuca,
Minhas  mãos buscarão teus mamilos,
Pernas, até pousar em sua vulva.
E no meu encantamento te farei minha.

Irei de encontro ao teu ápice,
E quando curvar-se  em busca do meu beijo,
Penetrarei-a,  até sentir  suas nádegas em meu colo.
E assim abraçados, terei o meu extase.


Voce è meu sabor !


Que se derramem em meu paladar.
Se dissolva e lambuze nesse amar.
Sabores, cores, aromas.
Recubra-te doce ou amargo
Como mistura é amar.
Como bebida suave em tragos
Sabores na língua,
Nos dedos, nas mãos.
Sabores sentidos, sorvidos
Que elevam do chão…
Teu corpo embebido
Coberto de afagos, desejos sortidos.
Caminho em delícias, presente aberto
No peito que desperta em descompassos.
Teus passos, teu corpo que surge
Vontades que emergem
Sabores que afogam na boca.
Teu aroma tão certo, perfeito
Cobertura tão louca
Por cima de meu peito…
Você, minha delícia,
Sobremesa, sobre cama, sobre mim…
Você meu sabor, de doce e amargo
Meu vício, meu sentir.
Meu princípio sem fim.