quarta-feira, 26 de maio de 2010




 permitir...

Na paixão, no amor...

Querendo-nos, sempre mais.

Em nossas fantasias se faz
Ordens minhas, em obediência as tuas.
No bailar dos desejos lascivos.
Nossos corpos entrelaçados
Sussurros gemidos bocas famintas Beijos e gostos....
Mãos fortes, suaves caricias.
Na nuance da nossa pele suada 
cheiro

Do prazer ainda contido
Eloqüentes excitados entregamos-nos
Em sublimado deleite.
Desvendamos nossos segredos.
Conscientes nos refazemos
Para nossa realidade.
Livres pitamos com as cores do
Arco-íris nosso destino incerto.
Há!...É deslumbrante o sentir simultâneo
Dos nossos sentidos.
Eu senhora e escrava de teus encantos
Tu escravos e senhor dos encantos meus.
Tantos quantos ,e todos nossos.
Assim nos tornamos “Apenas Um”
Na essência do mesclar das nossas almas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário