quarta-feira, 2 de junho de 2010

Sinto-me !






Sinto-me mais leve!

Sinto-me com mais cor!

Sinto-me agora livre!

Para redescobrir o amor!


Precisarei de complacência,

Analizar, entender, estudar

A humana ambivalência.

Jamais esquecerei de Amar!

É certo que irei muito sofrer,

Quem sabe, até vou agredir!

Mas a todos, a quem me darei!

Nunca esquecerei de sorrir!


Ciúme, raiva e desdém,

Tudo isso já defrontei,

Fui sincera, no entanto,

A ninguém eu enganei!

Quero agora sentir-me livre,

Sem fronteiras ou grilhões!

Preciso de me sentir plena

Em todas as minhas emoções!


Mas não me peçam exclusivo!

Não me prendam o Sentimento!

Dessa forma, já eu não vivo!

Recuso-me ao choro e tormento!




Nenhum comentário:

Postar um comentário