sexta-feira, 23 de julho de 2010

Aquele grito !




Se depois de fazermos amor eu dormir, me acorde,
pois não foi o sono  que me fez dormir,

  e sim  para reter no aconchego dos teus braços

essa sensação de entrega e de paz

que só o teu corpo sabe me dar.
saboreando seu corpo suado
Enquanto te deixo repousar,

refiz o caminho percorrido pelas tuas mãos,

o rastro quente e úmido dos teus beijos 

deixando em brasas cada pedacinho de mim 

onde tua boca pousou.
 
intenso e apaixonado
Meus ouvidos gravaram seus suspiros,

seus gemidos e até aquele grito que

não deixastes sair mas eu sei que estava lá a 

explodir junto ao meu grito que consegui conter.
Então adormeci...
Me acorde para recomeçar,
 me acorde com beijos,
deixe que meus beijos refaçam  o caminho  no teu corpo 

 caminho que a tua boca no meu corpo fazer... 

Que nossas mãos sejam livres 
para encontrar novos prazeres 
e nossos corpos se encontrem outras vezes, 

e então...deixaremos explodir aquele grito preso na garganta. 

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário