domingo, 11 de julho de 2010

Lembra!






Eu não posso lembrar mais de nada, 
Só consigo lembra de você 
Não, posso ficar assim tão longe
Eu preciso esquecer a distância 
Sofro, cada noite longe de ti
Faço de conta que o tempo parou
E que breve é sua volta
Caminho,
pois espero te encontrar la na frente 
Sei, nos veremos depois. 
A vida passa tão rápido...
e esta distância
Parece perda de tempo...
Á noite acordo procura de ti
ou à procura de nada... 
Vou indo, caminhando, 
Sem saber onde chegar, 
Quem sabe na tua volta, 
Eu volte a viver...
mas agora,
a vida me parece um nada
Vida comprida, 
estrada alongada, 
Parto à procura de ti, 
Ou à procura de nada... 
Vou indo, caminhando, 
Sem saber onde chegar, 
Quem sabe na sua volta, 
Tudo volte a rimar 
eu volte a viver
Não,eu não posso ficar sem você.
Espero sua volta ansiosa ...
Sei que quando você chegar,
volto a viver 
viver para mim é você.

Nenhum comentário:

Postar um comentário