domingo, 19 de setembro de 2010

HOJE A NOITE !




.Hoje à noite eu posso escrever o mais triste, mais triste versos
Escreve: "Com a escuridão cheio de estrelas,
azul, com frio e tremendo estrelas distantes. "
Os ventos da noite, desenha círculos no céu, cantando.
Hoje à noite eu posso escrever o mais triste, versos mais tristes.
Eu a amava, e às vezes ela gosta de mim.
Em noites como esta, eu segurava nos braços.
Beijei-a muitas vezes sob o céu infinito.
Ela me amou, e às vezes eu gosto.
Como não poderia amá-la olhos grandes segura.
Hoje à noite eu posso escrever o mais triste, versos mais tristes.
Pensando que ela está longe de mim. Sinto que eles perderam.
Escute o ar da noite do deserto, ainda estéril, uma vez que ela se foi.
O verso cai na alma como o orvalho sobre os campos.
Que tudo que meu amor não podia manter.
É a escuridão estrelada e ela não está mais comigo.
Isso é tudo. Muito longe alguém canta, muito distante.
Meu coração não pode acreditar que eu não tenho mais.
Como herzuholen, meu coração está em busca.
Meu coração está em busca, e já não é comigo.
Na mesma noite, e shimmer esbranquiçadas, as mesmas árvores.
Mas nós, por essa altura, já não somos os mesmos.
Sim, eu te amo não, mas como eu amava os dias.
O vento corria a minha voz para tocar seu ouvido.
Agora, ela é provavelmente um dos outros. Como uma vez antes que eu beijei.
O corpo de luz, a voz. O grande, olhos grandes.
Sim, eu não a amo mais, ou eu te amo ainda.
Tão perto que o amor, e tanto tempo para esquecer.
Porque em noites como esta tive-a em seus braços.
Meu coração não pode acreditar que eu não tenho mais.
Vamos ser a última dor que eu sofro por isso,
são os versos da última vez que eu escrever para eles agora.

Nenhum comentário:

Postar um comentário