segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Na madrugada fria !


Meus lábios a navegar teu corpo,
Olhos fechados, a tua pele macia,
Sinto teu cheiro e que me deixa louco,
Intenso aquele beijo, na madrugada fria,
Minhas mãos escorregam em carícias,
Desejos múltiplos em teu lindo olhar,
O amor se abre a nossas fantasia
A portas se fecham, pra que se possa amar,
Um abraço forte é inevitável,
E entre beijos e abraços, tudo aconteceu,
Em nossos corpos suados, o amor se fez um laço,
E nesse laço apertado do amor, a gente se perdeu,
Meus lábios a navegar teu ventre,
Olhos fechados, a tua pele arrepiada,
Sussurros e gemidos, nosso prazer em mente,
No êxtase do que sentimos, não nos restou mais nada,
E foi tão lindo quando assim nos permitimos,
E dentro de teu íntimo, um ir e vir sequente,
E que na hora certa, perdemos o juízo,
Depois, com os olhos nos sorrimos,
Abraçadinhos dormimos, depois de um beijo ardente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário