domingo, 6 de junho de 2010

Meus Olhos !



Meus olhos são marinheiros
Nos mares do teu carinho
Te quero porque me prendes
Na ponta dos teus espinhos

Nas frestas dessa janela
A lua te encontra nua
Te quero quando me perco
Nas dobras da tua rua

Te quero quando me ensinas
Justiça e liberdade
E a força da tua fala
Desperta minhas cidades

As minhas mãos foram feitas
Na medida do teu corpo
Te quero quando enfeitas
Com algas teu cais de porto

No gosto da tua boca
Se escondem rosas vermelhas
Te quero porque teu riso
É que acende as estrelas

Te quero porque me queres
Amante e companheiro
E a tua luz nos amplia
Somos dois, um povo inteiro