quinta-feira, 24 de junho de 2010

A Vida!




A vida muda num instante,

O passado vem como um sonho distante.

Imensas saudades dos momentos,

De quando você me abraçava,

E de tristeza em meus braços chorava,

De quando me olhava nos olhos,

E me falava de amor,

De  senti-me segura ao teu lado

                                                             mesmo nos momento de
                                                             sofrimento e dor.

De ser a sua menina

E de estar sempre em seus sonhos,

De ser o centro da sua atenção,

E me sentir amada de verdade

De ser o motivo da alegria em seu coração

Da sua amizade e companhia



                                                        

Uma Noite Fria!




Estou só... nas minhas madrugadas
Mas só vejo sombras... e  solidão...
Em sonhos te procurei...nas noites sem alvorada
Adormecida no meu peito...

Suspensa no silêncio...ficou minha alma vazia 
Chorando a vida...vida que me chorou primeiro
Vivo ainda...mas   estou como  morta...sou terra fria

Minha sombra...eterna companheira de agonia
Tua voz...são lágrimas mudas...grito de dor
És noite tenebrosa...abismo de fim do dia
No meu coração magoado...restos dum grande amor

Espero a eternidade...no meu corpo de pó
Despede-se de mim a vida...instante de silêncio
O meu coração é mágoa...e eu tão só
Esperando a noite...na minha sombra anoiteço

A minha alma chora...chora a vida...o que perdi 
Memórias apagadas...beijo eterno...triste melodia
Na dor calada...que grito ao vento...grito em mim
Sombra de saudade...treva escura...minha agonia

Quero que a eternidade...meus olhos feche docemente
Que a penumbra...seja meu leito...minha dor
Rosas...violetas...lilases...minha sepultura enfeitem
No adeus da vida...quero uma melodia de amor



Um Pequeno Gesto!









click to zoom



Mais uma vez me encontro 
sem inspiracao para 
deixar planar as palavras
 que se encontram encerradas 
dentro de mim... 
estou a escrever
 e nao sei que palavras 
vou deixar voar. 
Palavras, 
sempre palavras... 
as palavras nao são o suficiente.
 Porque as vezes é preciso um sorriso,
 um silencio, um sopro do coracão...
 um gesto carinhoso
 que nos diga o quanto
 somos queridos para alguém.
 Era assim que o Amor 
em todas as suas vertentes
 deveria ser sempre demonstrado...
 metade palavras,
 metade gestos. 
Porque?
 assim como uma imagem vale por mil palavras,
 um simples gesto,
 por mais banal que possa parecer,
 pode fazer a diferenca de uma vida...