sábado, 2 de outubro de 2010

VC!!!




Um quarto, uma cama num canto
Sobre lençóis em desalinho me
Aninho em teus afagos.

A noite tange à tarde que vai embora
Na parede uma janela, debruçada sobre 
Ela uma vizinha voyeur nos observa.

Uma voz em teu olhar me diz te amo
Corro minhas mãos por tuas curvas
Meus olhos vão seguindo incendiados

Mergulho faminto em teus lábios úmidos 
Calando-te os sussurros roucos de amar
Cativo dessa loucura deliro palavras soltas

Os sons de tua pele fluem por entre pelos
Tesos em musical arrepio de desejo.
Flutuo em teus cheiros, rítmico respirar.

Minha língua colibri penetra tua flor 
Busco o néctar alimento de minha libido.
Faminto abocanho tua carne morna e te sugo

Mamilos túrgidos imploram por mãos
Ávidas a envolver-los de carinhos 
Abandono-me ao êxtase de tua cavalgada