segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

Cama Vazia !


De noite e de dia
Cama vazia
Sem a tua companhia
Não sei se por ironia
Gerando agonia
Me refaço na poesia.
O verão chegou
Mas não me aquece
Aqui estou
Na madrugada
Rolando na cama
Impaciente
Com saudade de você.
Estou arrebatada
A noites não planejadas
Porém, conquistadas
Sentindo saudade
Do nosso grande amor. 
A insônia persiste
Estou um pouco triste
Sem você aqui.
Digo ao tempo que passe
A saudade se acalme
Cama vazia, o lençol não me aquece
Travesseiro frio sem o teu cheiro  
Não consigo dormir.
Volto a internet
Para te reencontrar meu amor
É assim os meus dias
Sem a tua companhia.
Não estou a reclamar
Sei que brevemente cá estarás
É que a saudade me transporta a você
Que me faz ver
Que de longe ou de perto
Me faz feliz a cada amanhecer

Sol !





Quando me sinto só, minha vida fica a ermo.
Sinto uma melancolia que toma conta de tudo que me cerca.
Só consigo imaginar você tão longe, e nada mais acontece.
A noite anoitece...
O dia amanhece...
Durmo abraçada ao relento suspiro o desalento do vento
Que busca você em meus braços,
E só encontro a solidão apertando meu coração.
Tento esperar pelo tempo, agarro sua imagem, vejo-me,
Refletida no amor que vivemos.
Hoje o Sol amanheceu triste e melancólico,
Pensei que ele não existisse que fosse apenas os raios .
Minha fértil imaginação, que diante da chuva derramada pelas.
Lágrimas estivessem ofuscando o meu olhar.
O Sol vai sumindo pouco a pouco e a saudade vai tomando
O seu lugar onde lentamente adormeço nos braços dessa minha
Saudade que só me faz desejar-te.
Mas quando aqui cheguei encontrei você, e percebi que o lindo.
Sol existe, e este Sol; é você!